Diagrama de Ishikawa: Aplicação e Características

O diagrama de Ishikawa (também conhecido como espinha de peixe ou causa e efeito) foi criado pelo Japonês Kaoru Ishikawa (1915-1989) na década de 60. Essa ferramenta tem como objetivo descobrir as reais causas dos problemas de uma forma visual.

Ishikawa

A criação do diagrama nos ajuda a entender melhor como são formados os problemas nos processos, melhorar processos e produtos, melhorar a visibilidade dos problemas e identificar possíveis causas.

Para sua aplicação podemos seguir seguintes passos:

1o Passo: Definir o problema que queremos analisar.

ishikawa

2o Passo: Desenhar uma seta horizontal apontando para o lado direito e escreva o problema no final dela.

ishikawa

3o Passo: Realize um Brainstorming para levantar possíveis causas do problema. Essa é a parte mais demorada e trabalhosa do processo. Para achar as causas faça perguntas para você/equipe como: “Por que isto está acontecendo?”, “Qual a causa desse problema?”, “Esse processo depende de outro?”, etc.

4o Passo: Divida-as em categorias, como: materiais, meio ambiente, máquinas, mão de obra, método, medida, etc. Essas categorias são dependentes do tipo de problema e da sua empresa, então elas são totalmente personalizáveis.

ishikawa

5o Passo: Com as causas principais definidas, adicione linhas horizontais as linhas de causas, nelas serão escritas as subcausas. As subcausas são os fatores que acabaram gerando a causa principal escolhida.

ishikawa

6o Passo: Você pode enumera-las de acordo com sua gravidade ou importância. Podemos escolher as mais importantes e aplicar o método PDCA para solucionar os problemas.

O diagrama de Ishikawa é um ótimo método para encontrar as causas dos problemas, ele pode ser utilizado em qualquer ambiente, independe do tamanho de empresa ou área de atuação.

Caso o leitor tenha ficado com alguma dúvida deixo uma vídeo aula abaixo sobre o tema:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *